...

MENINA COM 8 MEMBROS

Menina com oito membros é operada com sucesso!!!Os mais de 30 cirurgiões vão trabalhar para tentar separar a coluna vertebral e os rins de Lakshmi daqueles da sua gêmea. A operação da pequena Lakshmi, uma menina de 2 anos que nasceu com quatro pernas e quatro braços e que alguns indianos consideravam divina, terminou hoje com sucesso no sul da Índia. O trabalho dos médicos durou 27 horas, informou a agência indiana PTI. "Lakshmi está bem e sua situação é estável", declarou a coordenadora-chefe do Hospital Sparsh, em Bangalore, Mamata Patil, em declarações à agência. A operação foi conduzida por uma equipe de 36 cirurgiões. Eles manterão agora uma observação de 48 a 72 horas. A menina descansa com ventilação assistida na unidade de terapia intensiva. A equipe conseguiu separar a espinha dorsal que Lakhsmi compartilhava com o corpo de sua irmã gêmea, que não se desenvolveu corretamente. Lakshmi nasceu unida pela pélvis com o corpo de uma gêmea que não se desenvolveu corretamente, e que ficou como uma parasita.
Lakshmi Tatma tem dois anos e é ligada pela pelve auma gêmea siamesa que não se desenvolveu completamente. A operação começou na terça-feira. Foi um elaborado processo, no qual os cirurgiões tiveram que retirar os braços, pernas e rins da gêmea e reconstruir a pélvis da menina. "Conseguimos separar os ossos que cobrem a espinha dorsal e separar Lakshmi da sua gêmea parasita no nível ósseo", declarou à emissora IBN o neurocirurgião Thimappa Hegde. A menina nasceu numa família muito pobre, no distrito de Araria, na região de Bihar, perto da fronteira com o Nepal. Muitos aldeões acharam que ela era uma reencarnação da deusa Lakhsmi, que tem oito braços.
Lakshmi e sua família no hospital de Bangalore. "Todos começaram a rezar para minha filha. E nós também", declarou seu pai, Shambhu. Mas seu pai logo se deu conta de que a bebê precisava de atendimento médico urgente. Começou então a busca de um cirurgião capaz de realizar a operação. Os médicos acreditam que, sem ser operada, Lakhsmi não superaria a adolescência. A operação tem um custo calculado de 250 mil rúpias (US$ 6.400), mas o hospital decidiu não cobrar nada. "Por favor, rezem para que seja um sucesso", declarou a mãe de Lakshmi, Poonam, pouco antes de a sua filha entrar na sala de cirurgia. Os pais esperam agora que sua filha possa desenvolver uma vida normal. Segundo o cirurgião-chefe, Sharan Patil, a menina está em estado estável e vai ficar em observação por até 72 horas. A menina descansa com ventilação assistida na unidade de terapia intensiva. A operação começou na terça-feira. Além dos membros, foram retirados os rins da gêmea não desenvolvida e reconstruída a pélvis de Lakshmi.
Raio-X divulgado pelo Hospital Sparsh mostra o pós-operatório de Lakshmi. O Hospital Sparsh, em Bangalore, na Índia, chegou a divulgar um raio-x que mostra a situação pós-operatória de Lakshmi, a menina de 2 anos que nasceu com quatro pernas e quatro braços submetida a uma cirurgia ontem. Durante o procedimento, que durou 24 horas, os médicos amputaram as pernas e os braços extras. Conseguimos separar os ossos que cobrem a espinha dorsal e separar Lakshmi da sua gêmea parasita no nível ósseo", disse neurocirurgião Thimappa Hegde à emissora IBN ao término na operação. A menina nasceu numa família muito pobre, no distrito de Araria, na região de Bihar, perto da fronteira com o Nepal.
O cirurgião-chefe Sharan Patil mostra imagens de Lakshmi se recuperando após operação que durou 24 horas.A recuperação de Lakshmi, a menina indiana que teve quatro dos seus oito membros retirados, está no caminho certo, segundo o médico responsável pela operação, Sharan Patil. "Lakshmi moveu os dedos dos pés e as mãos pela primeira vez. Ela também abriu os olhos brevemente", disse ele à agência AP. Segundo Patil, a menina deve permanecer na unidade de terapia intensiva por um período de até 72 horas após o procedimento cirúrgico. O médico disse que aos poucos está sendo reduzida a quantidade de sedativos, mas ela permanece respirando por aparelhos. "Ela tem apenas 2 anos e foi submetida a uma grande cirurgia. Nós devemos ser cautelosos", disse o porta-voz do Hospital Sparsh, localizado em Bangalore, na Índia.

ASSISTA O VIDEO



Tags: Estranho Planeta, acredite se quiser, bizarro, besteira, bobagem, Estranho Planeta, acredite se quiser, bizarro, besteira, bobagem, Estranho Planeta, acredite se quiser, bizarro, besteira, bobagem, Estranho Planeta, acredite se quiser, bizarro, besteira, bobagem,

DEIXE SEU COMENTARIO

Postagens Relacionadas
Anterior
« Anterior
Proxima
Proxima »