...

6 dicas que podem fazer você salvar a vida de alguém


Já pensou no quanto a vida pode ter seus rumos mudados em alguns pequenos atos e em alguns meros detalhes? Em pequenos espaços de horas, minutos, ou segundos, algumas vidas podem simplesmente serem salvas.

E não estamos falando apenas de responsáveis oficiais por resguardar vidas, como bombeiros e policiais. Até mesmo nós, pessoas com ofícios normais e  ocupações destoantes dessas, podemos com a devida instrução, acabarmos operando ‘milagres’ em situações que nos exigem frieza, clareza, controle, liderança e uma boa dose de humanidade.
Dentro dessa ótica, apresentaremos à vocês 6 atitudes, envolvendo Primeiros-Socorros, que literalmente poderão salvar vidas se ministradas com maestria e tranquilidade. Confira:

1- Queimaduras



 Os casos envolvendo a danificação na pele por conta do calor, podem ocorrer em vários modos, entre eles podemos destacar fatores como a exposição demasiada ao sol em horários impróprios (Entre as 11 e as 17 horas), o contato direto com água em ebulição, fogo e alguns produtos químicos.
O que pode ser feito: Inicialmente, colocar a região afligida pela queimadura, em água corrente em temperatura ambiente mesmo, durante quinze minutos, pelo menos. Após isso, evitar qualquer contato direto com a pele, ou seja, nada de esfregar nada, nem passar coisas como óleos e coisas do tipo. E principalmente, não furar as eventuais ‘bolhas de pele’, formadas na crosta da derme nos casos de queimadura. Elas ao serem estouradas podem fazer com que sua pele demore ainda mais a cicatrizar.
Quando for um caso grave: Uma queimadura é considerada como grave, quando possui dimensões superiores à um palmo da mão. Nesses casos, é recomendada a ida imediata ao pronto-socorro ou à unidade de atendimento relacionada à saúde, mais próxima.

2- Sagramentos pelo nariz


 Ocorrem bastante, e podem ser por diversos motivos. As principais causas estão relacionadas à incidência da baixa umidade do ar e condições climáticas de excesso de calor.
O que pode ser feito: Existem algumas coisas a serem feitas para estancar o sangramento. Inicialmente a pessoa deve se sentar e colocar a cabeça em uma inclinação voltada para a frente, após isso apertar as narinas por alguns minutos ininterruptamente, enquanto respira pela boca. Fazer uma compressa com água morna e umedecer brevemente a região, e por fim não assoar nem coçar o nariz por umas 4 horas, para dar tempo dos vasos sanguíneos das narinas se recuperarem do rompimento.
Quando for um caso grave: Os casos de sangramento no nariz, considerados mais graves, são aqueles que eventualmente possuam outros sintomas agregados aos já tradicionais. Tonturas, náuseas, desmaios e coisas do gênero, o melhor a fazer é estancar o sangramento conforme citado e procurar um médico. Ou ligar para o 192 e receber a instrução devida.

3-Intoxicação


 A intoxicação é comumente associada à ingestão de medicamentos, produtos de limpeza e até mesmo alguns alimentos, que simplesmente não eram para serem consumidos pelo seu organismo. É uma coisa extremamente comum de se ocorrer, principalmente com crianças naquela fase de que tudo o que pegam, acabam levando na boca.
O que pode ser feito: Nesses casos é necessária a chamada imediata do 192, e a identificação completa do que causou o envenenamento, se foi algum remédio, substância, ou alimento. Além disso, realizar um suporte à vítima, de modo que ela se sinta tranquila e calma, até que os profissionais da saúde cheguem.
Quando for um caso grave: Todos os tipos de envenenamento devem ser encarados como algo grave, portanto o auxílio médico é a única solução a se pensar à nível imediato.

4- Cortes


 Objetos cortantes, às vezes de modo intencional ou não, acabam cortando a pele das pessoas, seja por meio de tesouras, facas, facões, agulhas, alfinetes, canivetes e até mesmo aparelhos presto barbas.
O que pode ser feito: Nesses casos, deve se realizar uma pressurização no local do corte, utilizando panos higienizados, após isso lavar o local com água e sabão após o corte ser devidamente estancado. Feito isso, é necessário que se cubra o corte com gase ou algum curativo esterilizado.
Quando for um caso grave: Os cortes considerados graves, em especial aqueles que possuam profundidade e/ou ocasionados por objetos com ferrugem, devem ser ministrados e cuidados imediatamente no pronto-socorro.

5- Choques Elétricos


Eles podem ocorrer, principalmente em crianças que devido à desproteção momentânea e vacilo dos pais, acabam encostando em cabeamentos elétricos, entrada de tomadas e coisas do tipo.
 O que pode ser feito: Inicialmente desligar os registros elétricos e consequentemente retirar a vítima das proximidades das fontes elétricas, utilizando objetos com madeira, plástico ou mesmo de borracha e posteriormente deitar a pessoa que sofreu o choque.
Quando for um caso grave: Em casos em que o choque provoca queimaduras, e a pessoa chega a desmaiar, são considerados relativamente graves e a única medida a ser adotada é ou ligar para o 192, ou encaminhá-lo imediatamente o médico.

6- Mordidas ou Picadas


As picadas ou mordidas podem vir a ocorrer por intermédio de alguns animais, sejam eles domésticos ou selvagens. Cães, abelhas, cobras, escorpião, aranhas, gatos e até mesmo formigas podem causar alguns problemas em quem é submetido ao ‘bote’.
O que pode ser feito: Se o animal for peçonhento, já ligue imediatamente ao 192. Se não, deixe a vítima deitada em uma posição confortável e com a região acometida pela mordida ou picada higienizada, lavada com água e sabão. Se a vítima for você mesmo, antes de pensar se o animal é peçonhento ou não ligue para o 192 e informe que você recebeu uma picada, informe o nome, a espécie e o tamanho do animal, tente ser especifico também quanto as cores, faça isso o mais rápido possível antes que você possa ficar inconsciente. E sobretudo, nunca, jamais, em circunstância alguma, esprema, corte ou faça torniquetes nos lugares, pois isso pode piorar o quadro da pessoa em questão.
Quando for um caso grave: Esses tipos de ataques quase sempre são graves, ainda mais se levando em conta animais peçonhentos. A ida ao pronto-socorro imediata pode além de ajudar na recuperação, até mesmo salvar a vida da vítima.

Primeiros Socorros são extremamente úteis, e é imprescindível que todos nós saibamos pelo menos um pouco à respeito dessas práticas que podem salvar outras vidas. Você já teve alguma experiência em que precisou realizar algum desses comandos instantâneos?

Postagens Relacionadas
Anterior
« Anterior
Proxima
Proxima »